Aretuza Moura | Galeria Manoel Macedo

aretuza-manoel-macedo

A mostra TRANS / ARTE com curadoria da própria artista reúne 38 trabalhos compostos por desenho, pintura, colagem, assemblagem, texto, instalação e vídeo.

Com as sobras do consumo delirante do mundo “estragado”, Moura cria sua obra. A partir do resgate de lixo urbano; os objetos encontrados são: sucata, ferro retorcido, pedaço de madeira de resto de construção, metal, arame enferrujado, papelão, plástico, sacolas, vergalhões, barris, caixotes, panos velhos , faixa e manequins.

“…Cada um de seus trabalhos pode ser vivenciado como um convite para se pensar além do tempo. Nessa privilegiada relação entre materialidade e ideias, surgem palavras, logomarcas, frases, evocações a “heróis” artísticos e/ou políticos, servindo como referências inspiradoras para um resgate ético que problematiza as relações cotidianas com o consumo de objetos, com o fluxo da rua, com os desafios intrínsecos às questões de gênero e com a violência…” “..De modo simples e despretensioso, a arte de Aretuza Moura pode até mesmo nos estimular a repensar o modo como temos conduzido nossas vidas, em meio à parafernália contemporânea.”  Marcos Hill , autor do texto de apresentação da mostra.

Compartilhar: