60º Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes – APCA | Teatro Municipal de São Paulo

Livro APCA 60 anos

A Associação Paulista de Críticos de Artes – APCA realiza seu tradicional evento de premiação dos melhores nas Artes de 2016, em 12 categorias: Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Moda, Música Erudita, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão. A cerimônia acontece no Theatro Municipal de São Paulo, com apresentações da cantora Céu e do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira. Doze casais – formados por personalidades do mundo do espetáculo e das artes em geral, como Letícia Sabatella, Maria Casadeval, Maria Clara Spinelli, Dudu Bertholini, Juçara Marçal e Thiago Mendonça, além do ator argentino Juan Manuel Tellategui – performam a entrega dos prêmios. Como mestres de cerimônia, o crítico de teatro e vice-presidente da APCA Miguel Arcanjo Prado e a crítica de televisão Edianez Parente.

Pelo terceiro ano consecutivo, Ivam Cabral – do grupo teatral Os Satyros e da SP Escola de Teatro – assina a direção deste espetáculo, que marca a entrega dos troféus aos escolhidos pela APCA como melhores de 2016. “Teremos muitas novidades neste ano, a festa será mais dinâmica, mais ágil. Haverá também vários apresentadores, como sempre fazemos, e eles terão perfis variados, compostos por artistas trans, imigrantes, negros, uma festa representativa de nossa riqueza étnica e cultural”, comenta o diretor.

Um dos destaques da cerimônia é o lançamento do livro que comemora os 60 anos da APCA, ilustrado com textos de importantes críticos de cada área, histórico da instituição e mapeamento de todos os premiados desde 1956. “É uma publicação preciosa para pesquisadores e amantes das artes em geral, cuja edição só foi possível graças à parceria com o CAU (Conselho de Arte e Arquitetura)”, lembra José Henrique Fabre Rolim, presidente da APCA.

Ao longo desses 60 anos, graças ao olhar apurado de seus membros, a APCA já revelou dezenas de artistas que contribuíram significativamente para a cultura brasileira, como os teatrólogos Augusto Boal e José Celso Martinez Corrêa, os atores Mateus Nachtergaele e Cleyde Yáconis, o maestro João Carlos Martins, e os músicos Chico Sciense e Maria Rita. Ícones já consagrados da cultura brasileira também foram homenageados: o poeta Carlos Drummond de Andrade, por exemplo, venceu na categoria Poesia do Prêmio em 1973, com a obra As Impurezas do Branco. Já a cantora Elis Regina acumulou sete troféus. Sobre isso, Miguel Arcanjo Prado comenta: “A APCA é a entidade cultural mais querida e respeitada pelos artistas brasileiros. Isso se deve ao peso histórico e à relevância de seu prêmio nestas últimas seis décadas”.

Os premiados da 60ª edição foram escolhidos em assembleia dos críticos realizada no início de dezembro de 2016, no Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo. Mais abaixo, segue a lista dos vencedores na categoria Arquitetura e Artes Visuais.

ARQUITETURA

Trajetória – Sergio Ferro

Urbanidade – Projeto Ruas Abertas – Avenida Paulista / Fernando Haddad

Obra de arquitetura – Escola Senai São Caetano do Sul / Claudia Nucci e Valério Pietraróia – NPC Grupo Arquitetura

Preservação de patrimônio moderno – Luciana Brito Galeria – antiga Residência Castor Delgado Perez / Luciana Brito (promotora); João Paulo Beugger, José Armênio de Brito Cruz, Marcos Aldrighi e Renata Semin – Piratininga Arquitetos (readequação arquitetônica); Klara Kaiser,Koiti Mori e André Paoliello (readequação paisagística)

Pesquisa – Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores / Tuca Vieira

Fronteiras da arquitetura – Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro / Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddington

Apropriação urbana – Ocupação Hotel Cambridge / Carmen Ferreira da Silva (líder comunitária); Pitchou Luambo (coordenador do Grupo de Refugiados e Imigrantes Sem Teto); Juliana Caffé, Yudi Rafael e Alex Flynn (curadores da Residência Artística Cambridge) 

Votaram – Abilio Guerra, Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Luiz Recaman, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira de Camargo e Nadia Somekh 

ARTES VISUAIS

GRANDE PREMIO DA CRITICA – Fernando Lemos

Exposição internacional – O Triunfo da Cor – CCBB

Exposição nacional – VOLPI Pequenos Formatos – MAM

Retrospectiva – No Lugar Mesmo: uma antologia de Ana Maria Tavares – Pinacoteca

Fotografia – Gal Oppido – Sentidos da Pele

Arte e Reflexão – O Instante Certo – Dorrit Harazin

Iniciativa cultural – Programa Metropolis – TV Cultura

Votaram – Ricardo Nicola, Dalva de Abrantes, José Henrique Fabre Rolim, Bob Sousa, João J. Spinelli, Rubens Fernandes Junior, Silvia Balady, Luiz Ernesto Kawall, Fabio Magalhães, Douglas Negrisolli, Jocob Klintowitz, Enock Sacramento, Emilia Okubo

 

 

Compartilhar: